Escolha uma Página
Após passarem por uma reabilitação, a maioria das crianças deixam o país. O estigma social não permite que retornem para suas vilas de origem.
Depois de o governo do Sri Lanka ter declarado vitória na guerra contra os rebeldes dos Tigres de Libertação do Tamil, em maio, 112 ex-combatentes com idades entre 14 e 29 anos foram para o Centro de Proteção e Reabilitação de Ambepussa. Deste total, mais de 50 já deixaram o país.
Nos centros de reabilitação, crianças e adultos recebem formação profissional, aulas de matemática, informática e idiomas. Há também eventos culturais e esportivos. Apenas parentes podem visitar as crianças.
De 2003 até o final de 2008, o Unicef registrou mais de 6 mil casos de recrutamento de crianças por rebeldes no Sri Lanka. Acredita-se, no entanto, que o número tenha aumentado nos últimos meses de guerra. Novos centros de reabilitação já estão sendo construídos no país.
Skip to content