Novo posto de observação reforça vigilância na fronteira Brasil-Paraguai

Imagem: 3º Sgt Tiller

 

Operação Hórus

 

Guaíra (PR) – Um novo posto de observação para reforçar a vigilância na fronteira oeste do Paraná foi instalado na Praia do Cascalho. O posto fica na margem direita do rio Paraná, no Mato Grosso do Sul, e foi usado durante a Operação Ágata Fronteira Oeste II. Agora, uma guarnição de serviço permanecerá no local, cobrindo uma área de ponto cego que havia na região. O posto foi instalado pela 15ª Companhia de Infantaria Motorizada, no contexto da Operação Hórus.Foto: 3° Sargento Tiller

Os militares responsáveis pela segurança da fronteira monitoram a região com um radar terrestre, capaz de identificar alvos a quilômetros de distância. O equipamento possibilita a interceptação de contrabandistas que atuam no transporte de drogas, armas e cigarros, em apoio à atuação do Núcleo de Polícia Marítima da Polícia Federal. O radar SENTIR M20 é um protótipo fabricado com tecnologia nacional pela Embraer Defesa & Segurança e pela empresa Bradar, adquirido com recursos do Sistema de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron).

Substituição de efetivo
Para manter a prontidão da tropa, cerca de 30 militares do 5º Grupo de Artilharia de Campanha Autopropulsado realizaram o Estágio de Operações na Fronteira, nos dias 5 e 6 de junho. Eles foram capacitados para atuar na Operação Hórus, na faixa de fronteira do estado do Paraná. Esse efetivo substituirá a equipe do 26º Grupo de Artilharia de Campanha, que atuou na área. Em Guaíra, o Exército Brasileiro e a Marinha do Brasil trabalham em apoio ao Núcleo de Polícia Marítima da Polícia Federal no combate aos crimes transfronteiriços.

Operação Hórus
Desde 2019, a Hórus é uma operação permanente dos Guardiões da Fronteira, do Ministério de Justiça e Segurança Pública, apoiado pelas forças de segurança de 12 estados, incluindo todos os fronteiriços. Além das polícias civis e militares de cada unidade federativa, participam da ação conjunta a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, e Exército Brasileiro.

O foco da Operação Hórus é combater o crime organizado, bem como a entrada e saída de produtos de contrabando, ao longo dos 16,8 mil km de fronteira terrestre no Brasil. Para isso, mais de 800 profissionais de segurança pública atuam diariamente nos estados do Amazonas, Roraima, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Amapá, Rio Grande do Norte, Acre, Rondônia, Pará e Rio Grande do Sul.

EB – Edição: Montedo.com

3 respostas

  1. Manda os Críticos dos sem BENEFICIOS(FFAA) fazerem a Guarnição desse local, durante 24 horas, depois cumpram mais 8 horas no expediente da OM.

    Isso é A GUERRA atual Min S TEBET e o sem concurso do TCU.

    Firme e fortes valentes guerreiros

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo