Exército aumenta limite de armas de fogo de policiais e bombeiros inativos

Getty Images/iStockphoto
Fonte: Agência Senado

Mudança é resultado de pressão, nas últimas semanas, de parlamentares da bancada da bala

Gustavo Uribe da CNN

Brasília – O Exército Brasileiro alterou norma interna e aumentou de dois para quatro o número de armas de fogo que podem ser adquiridas por policiais e bombeiros inativos.

A alteração foi publicada na edição desta terça-feira (4) do Diário Oficial da União. A mudança é resultado de pressão nas últimas semanas de parlamentares da chamada bancada da bala.

A portaria estabelece que integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, em situação de inatividade, poderão adquirir quatro armas de fogo, sendo duas de uso restrito.

A regra anterior, de maio, previa que policiais e bombeiros inativos tinham um limite de duas armas. No serviço ativo, o limite segue de quatro armas, sendo duas para o uso restrito.

A nova portaria segue com a permissão para que integrantes do serviço ativo possam adquirir uma arma portátil longa. E que aqueles que adquiriam as armas de fogo no serviço ativo poderão manter a posse na inatividade.

O militar inativo é aquele que é afastado de maneira temporária ou definitiva da corporação. O afastamento pode ser a pedido ou por decisão da força militar.

CNN BRASIL 

5 respostas

    1. Conversa! Nenhuma dos dois lados, esquerda e direita, quer despolitizar as FA!! Todos os dois tem interesse no capital político q tem nas FA como a quantidade de votos. Essa historinha é da série: como deveria ser e como realmente é.

      1. As ffaa não representam capital político nenhum. Excluídos os militares em serviço militar inicial, inalistáveis, não representamos nada no universo de eleitores, 156 MILHOES, até pq a maioria de nós mora em um lugar e tem domicílio eleitoral em outro, dadas as movimentações frequentes.

  1. E uma noticia requentada na midia, mas deixou uma msg de força ou uma demonstracao direta que tem hoje as forças policiais. A policia esta unida, politizada, com seus representante atentos aos seus interesses e direitos.
    Por outro lado, as forças armadas estao cada dia servindo ao uso politico, para cada ator ou partido que assim determine.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo