Exército vai ajudar estados e municípios no combate à dengue

aedes aegypit

País já registra mais de 120 mil casos, com 12 mortes

Leonardo Ribbeiro da CNN

Brasília – O Ministério da Defesa colocou militares do Exército à disposição do Ministério da Saúde nas ações de combate à dengue. Até o momento foram registrados mais de 120 mil casos da doença em todo o país; 12 pessoas morreram.

O primeiro pedido de apoio foi feito pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal. O Exército vai enviar 300 militares para apoio nas ruas, duas ambulâncias, 15 motoristas e 30 camas de campanha. Leia mais.

CNN Brasil

9 respostas

      1. Uma ação na justiça brasileira demora uns 15 anos e os partidos políticos tem um trezentos acesores e vc diz que trabalha? kkkkkkkkk vc vez um L. Deus pátria e família dos Generais.

  1. Agora sim Montedo!!! Nessa Área somos profissionais. Somos especializados na caça, apreensão, captura e morte do mosquito. Enfim, uma matéria sobre nossa atividade fim. ” podemos passar 100 anos sem ir para uma guerra, mas não podemos passar um dia sem se preparar pra ela ” como? Atirando? Saltando de helicópteros? Treinando a parte física? Claro que não!!! Mantando mosquito!!!!kkkkkk

  2. Exército Brasileiro, O melhor Exército do Brasil, um verdadeiro matador de pernilongos, assim como os ex combatentes litoral. A especialidade do EB Atual é: pintura de meio fio; mosquito da dengue; vacina em cachorro; Faxinas; formaturas e repone. Brasileiros, esse é o seu Exército Brasileiro!!!! Vc paga o teto do funcionalismo público a um general para ele comandar uma Tropa de matadores de mosquito. Detalhe com a sucam, os gastos com pessoal e material seriam inúmeras vezes mais vantajosos.

  3. e pra isso q as forças armadas serve ,so pra isso tapar buraco ,mais quando e pra ter um reajuste so se pensa nos generais foram eles q ganharam os altos estudos eles deveriam ir pra rua fazer esse trabalho.forças armadas uma ilusão pra otario comprar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo