Rio: militar da Aeronáutica fura blitz, atropela PM e acaba preso

Instantes antes do acidente — Foto: Reprodução/TV Globo

Sem carteira de habilitação e com moto sem placa, militar da Aeronáutica fura blitz e atropela PM na Ilha
Segundo a Operação Lei Seca, [L. S. B] parecia estar bêbado. O atropelador foi preso em flagrante e poderá ser expulsão da Força Aérea Brasileira (FAB).
Leandro Oliveira

Um policial militar foi atropelado no último sábado (2) por uma moto enquanto dava apoio a uma operação da Operação Lei Seca. O atropelamento aconteceu na Ilha do Governador, na Zona Norte, e o motociclista é um militar da Aeronáutica que não tem habilitação e não respeitou o pedido de parada.

O PM vítima está internado no Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, enquanto o atropelador está preso e poderá ser expulso das forças armadas.

O incidente aconteceu na Estrada do Galeão, na madrugada de sábado, pouco depois das 3h, e a poucos metros da 37ª DP (Ilha), mas as imagens só foram divulgadas agora.

O PM Carlos do Nascimento, de 36 anos, colocava os cones do bloqueio quando foi atingido pelo motociclista [L. S. B]. Nascimento foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o HCPM com uma fratura na perna esquerda e lesões em um dos braços.

De acordo com a Polícia Militar, um outro militar que estava na blitz também se machucou e foi levado para o Hospital Municipal Evandro Freire, também na Ilha, e foi preso em flagrante.

Segundo os agentes da Lei Seca, ele parecia estar bêbado, não tem habilitação e a moto estava sem placa. [L. S. B] vai responder um processo criminal.

De acordo com Felipe Infante Almeida, supervisor da Operação Lei seca, antes do acidente, o atropelador teria passado nas imediações da blitz debochando dos agentes que trabalhavam no local.

“Um motociclista passou pela operação por três vezes debochando dos policiais que estavam ali trabalhando, estourando o cano de descarga da motocicleta, quando na terceira vez voltando, passando pela operação, os policiais ao avistarem o motociclista fizeram um posicionamento na via para abordagem do mesmo. E ao tentar abordá-lo, ao invés dele parar na baia de abordagem, ele acelerou e jogou a motocicleta na direção dos policiais”, lembrou o capitão.

A Força Aérea Brasileira (FAB) disse que acompanha o caso e está ajudando a Polícia Civil nas investigações. A FAB destacou ainda que está tomando as medidas administrativas cabíveis para a exclusão do militar das suas fileiras.

A instituição disse também que o comando da Aeronáutica repudia condutas que não representam a instituição.

O caso foi registrado na 37ª DP (Ilha) e encaminhado para a 21ª DP (Bonsucesso).

g1 – Edição: Montedo.com

4 respostas

  1. Primeiro as Forças Armadas pune o militar e depois vai apurar.
    Tem muitos PMs mal caráter é bom que se investiguem, a maioria dos policiais forjam ocorrências para incriminar até inocentes.

    1. Sub …mais um comentário sem noção,basta ter caráter de não defender o errado e ver as verdades que tem como provas, inclusive a versão dos agentes do Detran e até a possibilidade de vídeos, só um retardado iria forjar a quebra do próprio braço, da perna etc, eu como militar, como homem e gente que sou NUNCA tive problemas com a PM e também nunca ” fui acusado de estar transportando drogas e armas raspadas, e sabe porque , porque simplesmente não faço isso e o policial que Trabalha, que estudou para passar em concurso e até mesmo os mais CIDADÃOS que passam em concurso, não teriam motivo para forjar nada a meu desfavor, pois não sou arrogante, não sou melhor que ninguém, mesmo que eu fosse oficial superior, não sou analfabeto funcional e sei dos meus direitos e DEVERES.

    2. Apurar, apurar como?? Questionar a versão de inúmeras testemunhas, questionar a veracidade das lesões apresentadas através de laudo técnico, apurar possíveis vídeos que podem existir comprovado o péssimo comportamento do Militar preso que agiu como criminoso ou retardado??

  2. “SUB FORJADO” até parece que vc já foi “preso por ser acusado de tráfico, de. Porte ilegal de armas e a Polícia Militar pode até ” te forjar” um estuprado, com laudo e tudo, basta vc abusar alguém e pegar um advogado de porta de cadeia e dizer que é inocente e que as provas técnicas e as investigações da Corregedoria Geral da PM são fúteis, mas se agir errado, não importa se VC é milico ou PM, logo logo a Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Civil ou MP iria colocar as mãos em vc, como faz com muitos, como fez com o bom sgt Renato e tantos outros, seja ele Militar ou Policial Militar. Então, país que até ex-Presidente ficou um ano preso por corrupção, não ache que irá ficar impune, vc e teus amiguinhos PMs que porventura forjam ocorrências e vc não denuncia, pois os que vc viu em notícias, esses já foram presos…seja Militar ou não …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo