Anatel aprova recuperação de infovias do Exército na Amazônia

Mapa das infovias de banda larga na Amazônia / Imagem: MCTI

Anatel aprova recuperação de infovia do Exército pela Seja DigitalRAFAEL BUCCO
O Conselho Diretor da Anatel aprovou hoje, 30, por unanimidade a recomposição de parte inoperante de infovia do Programa Amazônia Conectada, implantada em 2016 pelo Exército. Pelo acórdão, o colegiado autorizou a Seja Digital a lançar novo cabo óptico subfluvial entre as cidades de Anori e Coari, no Amazonas.

O trecho da infovia fica no Rio Solimões e usará cabo comprado pelo Exército com recursos com MCOM. A decisão da Anatel de hoje autoriza a EAF (Seja Digital) a lançar o cabo no leito do rio, um trabalho orçado em R$ 6 milhões, o que equivale a 0,5% do financiamento destinado ao projeto de infovias do PAIS previsto entre os compromissos do edital do leilão 5G de 2021.

O valor, vale destacar, não falta ao caixa da EAF, uma vez que a entidade estima economizar R$ 300 milhões no projeto de construção de todas as infovias. A sobra de recursos, inclusive, motivou pedido do Gaispi para construir mais infovias no estado do Pará.

A reconstrução do cabo inoperante permitirá a integração do PAIS ao PAC. Vale ressaltar que é importante que as infovias do PAC estejam em pleno funcionamento para garantir o tráfego de dados na região, e para tornar efetivo também o PAIS.

O projeto do PAIS prevê a conexão de três de suas infovias ao PAC: via Infovia 02, que liga Tefé/AM-Atalaia do Norte/AM e conecta-se em Tefé/AM; via Infovia 06, que liga Manacapuru/AM a Rio Branco/AC e cuja conexão ocorre em Manacapuru/AM; e Infovia 08, que vai de Fonte Boa/AM a Cruzeiro do Sul/AC, e cuja conexão é feita em Fonte Boa/AM e posteriormente em Tefé/AM.

O relator do processo foi Vicente Aquino, que votou pela aprovação do pedido do Gaispi para o lançamento. O conselheiro Alexandre Freire acrescentou que a EAF deverá “promover o diálogo com os órgãos IBAMA, ICMBio, IPHAN e órgãos estaduais e municipais correlatos, no sentido de fortalecer o atendimento dos objetivos da Agenda 2030 nas fases subsequentes da implantação do PAIS”.

tele.síntese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo