Cabo suspeito por furto de armas do Exército ficou 24 horas desaparecido

Cabo do Exército Vagner da Silva Tandu, Imagem: Reprodução

Militar era motorista do diretor do Arsenal de Guerra de São Paulo

Josmar Jozino Colunista do UOL
Quando soube que poderia ter a prisão preventiva decretada, o cabo Vagner da Silva Tandu, do Exército, apontado pela própria instituição como suspeito de envolvimento no furto de 21 metralhadoras do arsenal de guerra de Barueri, na Grande São Paulo, ficou desaparecido durante 24 horas.

Tandu só retornou ao quartel na sexta-feira (27) apresentando um atestado médico e alegando estar em tratamento psiquiátrico. E fez isso para tentar evitar um processo administrativo. O Exército, porém, pediu a prisão preventiva dele e de outros cinco militares. A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Tandu, mas publicará na íntegra em caso de manifestação.

Até a conclusão desta reportagem, a Justiça Militar não havia decretado as prisões. Além desses seis miliares, outros 13 também devem ser punidos administrativamente por falha na fiscalização do armamento.

Segundo o Exército, Tandu era motorista do tenente-coronel Rivelino Barata de Sousa Batista. O oficial era diretor do arsenal de guerra, mas acabou exonerado logo após o escândalo do sumiço das armas. O coronel Mário Victor Braga Júnior foi nomeado para ocupar o cargo dele.

Um IPM (Inquérito Policial Militar) foi instaurado para apurar as circunstâncias do furto. As investigações apontam que o cabo foi quem transportou as armas do arsenal, em veículo do Exército, até as mãos de criminosos.

Os investigadores apuraram que o cabo contou com a ajuda dos outros cinco militares. Eles cortaram intencionalmente a luz do depósito onde estava o armamento e com isso as câmeras de segurança ficaram desligadas. Depois romperam um lacre no local e colocaram as metralhadoras no veículo oficial.

A perícia encontrou impressões digitais de Tandu no depósito de armas. O Exército informou que o cabo não tinha autorização para entrar lá. Os responsáveis pelo IPM acreditam que Tandu se aproveitou do “livre acesso” porque era homem de confiança do diretor. Rivelino não é investigado.

UOL

27 respostas

      1. Kkkkkkkkk

        A melhor resposta a comentários que já li.

        Parabéns, capitão!

        Essa p**** mesmo!!

        Quem não gostar que procure outro blog.

        Simples assim.

      2. Parabéns Montedo democrata!!! Ele só posta aquilo que o Exército Brasileiro permite. É tudo direcionado. A democracia passou longe desse blog. Uma vez militar, sempre militar.

      1. RESUMINDO: O TAL DO MONTEDO DIVULGA O QUE LHE AGRADA SEJA VERDADE OU MENTIRA. NÃO PASSA DE UM FALSO MORALISTA. O BLOG PODE SER SEU, MAS A VERDADE É UMA SÓ. VOCÊ PODE NÃO POSTAR, MAS VAI LER. ISSO JÁ BASTA! MUDE O NOME DO BLOG PARA ” MEU BLOG, MINHAS REGRAS ” MINHAS VERDADES.

  1. Agora, temos um rosto! Deveria sempre ser assim, quando se tem alguma prova robusta, todavia quando não se tem realmente noa se deve colocar quando se existe dúvida.

    1. Ah, então somente quando se tem “prova robusta” que pode divulgar dados do suspeito/acudado?

      É isso que diz a Lei 13.869/19?

      Entendi, nobre jurista.

      Jurista?

      “Algo errado não está certo”.

      1. “Abuso De autoridade de jornalista?”, somente se fosse um servidor da imprensa EBC e olhe lá, bem como disse algo de errado não está certo! Aliás a imprensa é livre e que responda aos danos a imagem se existirem.

      1. Isso é um pergunta ou um discurso direto ou pior uma exclamação? Não tenho como responder por isso. Melhore um pouco o seu vernáculo.

    1. Ou vc é idiota ou se faz. Se não existir o anonimato ninguém vai comentar seu babão. Ver o montedo no face, ele posta as mesmas coisas, ninguém comenta. Todos sabem como é o ” sistema ” Eduardo? Eduardo de que? Da onde? De qual lugar? Da qual OM? Por acaso só existe você? Assinado Ten Cel Cidinho das Vacinas kkkk

  2. Culpados serão Punidos.

    Agora, a Incompetência da guarnição de serviço também deve se levar em conta para corrigir e evitar futuros problemas como esse das armas.

    Faltou luz! Onde está o plano de defesa da OM??? De que Exército afinal é esse Arsenal?

  3. Como se apenas “Eduardo” não estivesse no anonimato.
    É cada uma!
    Identificado ‘Eduardo Zé-ninguém da Silva’:
    – crie seu próprio espaço.
    E “vai ver se eu tô na esquina”?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo