Chuvas no Sul: Forças Armadas estendem operação ao Paraná e Santa Catarina

cidade inundada região sul

Marinha, Exército e Força Aérea já empregaram os seus meios em 60 municípios nos três estados do Sul do País

Brasília – Depois de mais de um mês de operação nos municípios gaúchos atingidos pelas chuvas torrenciais, as Forças Armadas estenderam a atuação para os estados de Santa Catarina e Paraná. Nesses dois estados, a “Operação Taquari” transformou-se em “Operação Ânimo Forte”, desde o dia 7 de outubro.

Marinha, Exército e Força Aérea já empregaram os seus meios em 60 municípios nos três estados do Sul do País, onde as fortes chuvas têm deixado milhares de desabrigados e desalojados. A coordenação das ações dos militares é feita diretamente do Centro de Coordenação de Operações instalado em Porto Alegre (RS), sede do Comando Conjunto da Operação.

No Rio Grande do Sul, os esforços se concentram na logística dos depósitos de donativos, fazendo a triagem do material recebido e organizando a distribuição. Nas demais regiões do estado, os militares estendem a mão amiga à população no que for solicitado pela Defesa Civil, como na distribuição de telhas, em áreas atingidas por granizo; distribuição de donativos e medicamentos; e transporte de famílias em regiões alagadas.

Em Santa Catarina e no Paraná, além do transporte de materiais e desobstrução de vias, a tropa faz reconhecimentos de áreas de risco, transporta moradores, orienta a população e realiza atendimentos médicos.

Desde o início da Operação Conjunta, em 5 de setembro, até agora, os militares já realizaram buscas e resgates de vítimas; evacuações aeromédicas; transportes de equipes e desabrigados; transporte de telhas e outros materiais; triagem e entrega de roupas e alimentos doados; distribuição de água potável; fornecimento de alimentação às equipes de bombeiros em campo e à população civil; montagem de barracas; limpeza e desobstrução de vias; controle de danos; apoio médico; e instalação de sistemas para comunicação por internet.

EB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo