Escola de Guerra Naval proíbe militares de usar expressões como “ok” e “legal”

Imagem: Marinha do Brasil

Marinha confirma a medida e diz que orientação é para eventos formais e atividades acadêmicas

Roseann Kennedy e Monica Gugliano
A orientação parece inusitada, mas professores e alunos da Escola de Guerra Naval (EGN) estão proibidos de usar expressões coloquiais como “a gente”, “legal”, “ok”, “beleza”, entre outras. A norma, à qual a Coluna teve acesso, foi anunciada em sala de aula e depois distribuída em texto, com orientação para ter ampla divulgação para o corpo docente. O conteúdo é assinado pelo capitão de mar e guerra, Marcio Pragana Patriota.

“É importante que as atividades acadêmicas da EGN sejam conduzidas em um ambiente de formalidade. Portanto, o uso de expressões como ‘a gente’, ‘legal’, ‘ok’, ‘beleza’, dentre outras, deve ser coibido por parte de alunos e instrutores/professores”, diz o aviso.

Aviso da Escola de Guerra Naval

A Coluna procurou a Marinha que confirmou a orientação e ressaltou que a proibição é restrita aos eventos e atividades acadêmicas formais.

“A Marinha do Brasil informa que a orientação da Escola de Guerra Naval para evitar o emprego de expressões coloquiais foi dada para observância em eventos e atividades acadêmicas, de caráter formal, como palestras, aulas, seminários e apresentações institucionais”, diz a nota.

ESTADÃO

26 respostas

  1. Aqui no Rio de Janeiro os oficiais do Corpo Da Armada e os Aspirantes da Escola Naval até hoje são apelidados de ” Paulinhos” , Dizem que esse apelido vem Dos anos 50 e é devido ao comportamento esnobe , britânico e fresco dessa classe … outro apelido é “Mentex” , aquela bala de hortelã Dos anos 70 , branca por fora , fresca por dentro 😂😂😂

      1. Muito pouco apoio a Polícia Militar no RJ por partes das FFAA. Sei que não é função dela no papel, mas é impressionante a omissão das autoridades sobre o descaso que ocorre com as forças polícias no rio.

  2. Tem coisas bem mais interessantes e melhores acontecendo Nos destinos do Brasil e no mundo. Só para exemplo: O Brasil volta a Ocupar Rápidamente lugar de destaque entre as grandes nações, na minha cidade já se compra álcool automotivo a R$ 2,45 o litro, gasolina a R$ 4,30 (já esteve a R$8 ou 9 no desgoverno do famigerado), a petrobras Passará a comprar novamente somente navios construidos no Brasil, reativando assim nossa indústria naval que antes de ser atacada e destruída, chegou a ser uma das maiores do mundo, governo remonta o inss e acelera os processos de benefícios no INSS onde mais de um milhão de pessoas aguardam algum tipo de Benefício, dólar cai bem abaixo de 5%, bolsa de São Paulo só opera em alta, classe média terá benefício na compra da casa própria. Muitos e muitos militares se enquadrarão nessas novas regras e poderão comprar imóvel próprio, enfim….são tantas notícias boas que não aparecem por aqui. Na europa, vivemos a 1ª fase da 3ª GM, sendo travada entre eua e asseclas (otan) contra o BRICS. Até agora os eua e seus comparsas só levaram bala mas sabemos que é uma situação delicadissima pois o menor erro de Cálculo de uma das partes ali, Poderá levar o mundo a uma conflagração nuclear e o fim da vida na terra. Enfim….

    1. Vc mora onde? Na Bahia, gasolina, R$ 5,75…álcool, R$ 4,34.

      Os governantes fazem o que fazem porque tem brasileiro que assinam em baixo as Narrativas fake.

    2. É, e o governo do Lula deixou um rombo de 42,5 bilhões nas contas públicas no 1° Semestre, e o Bolsonaro deixou em caixa 54 bilhões de reais.

    3. Mago, aqui no maior e mais rico Estado nacional a gasosa tá 4,75 e o Etanol tá 3,13. O Diesel tá mais baixo que a gasosa 4,30. Olha, Até alcatra a 32,00. Os preços caíram vertiginosamente. Cheguei a conclusão que só se deu bem nesse governo liberal foram empresários, ruralista, pecuaristas e banqueiros, por que a maioria do povo só tomou no lombo. Ainda bem que a praga Bozoide já foi “pras cucuias”.

      1. deixou um rombo de 42,5 bilhões nas contas públicas no 1° Semestre, e o JB deixou em caixa 54 bilhões de reais.
        Sem contar q as coisas abaixaram graça a política de p. Guedes, vamos ver an0 q vem.
        Responder

  3. Mago virou Mandrake, após ter ficado acéfalo por quatro anos, onde em plena Pandemia, guerra da Ucrânia e corruptos que torciam para governo de direito dar errado, mago deve ter deixar a mulher ir ao mercado, porque desconhece o valor das mercadorias, ovo, carne e arroz, o mago também esqueceu que não vai ter picanha, mago deve ter bebido cachaça em 16 anos e por isso não conseguiu imóvel, mago deve não conhecer a história, onde eUA é um país de primeiro mundo e Venezuela, cuba, Coreia do Norte onde foram dominados pela ditadura comunista da esquerda, estes países passaram décadas e decadas de fome, tortura e Venezuela e cuba passam fome até hoje…será que o mago não tem um mínimo conhecimento da verdade!? Ou é mau caratismo que o faz enxergar apenas o que lhe convém?!

    1. O Brasil chegou ao limite: São mais de 90 anos, desde 1929, que sofremos, oficialmente, os ataques do comunismo. Na Coreia do Norte foram 80 anos; Cuba, quase 70; Nicarágua, com a revolução sandinista desde 1930. Esses aprendizes de serviçais comemoram as verborragias do quadrilhão no poder e, em suas imaginações depauperadas ainda festejam a desgraça que se prepara, com rapidez ladravaz.

  4. Efeitos da lei do general
    Alguém tem que justificar seus atos salários
    Apologia À Mediocridade das iniciativas do nada relevante ao desenvolvimento intelectual e cultural.
    A cara da oficialidade de Marinha.

  5. Certíssimo. após estudar e obter 5 certificações em idiomas, não compactuo com a ideia difundida pelas mídias que a língua é um organismo vivo e que o importante é se fazer entender. A língua é o primeiro elemento da identidade cultural, de um povo, uma nação. mudar a língua é a primeira e mais eficaz maneira de fragmentar uma nação. uma ignorância termos no exercito o uso, particularmente pelos Oficiais, de termos semelhantes, e de outros como:”feedback, briefing e por ai vai.

  6. O mais engraçado e que a maioria dos alunos que lá estudam anualmente é do C-EMOS – Curso de Estado Maior para oficiais Superiores – e C-PEM – Curso de Política Estratégica da Marinha -, respectivamente o primeiro de Corveta a Fragata e o segundo de Mar-e-Guerra indo a Alte e com esse linguajar e o pior depois cobram sim senhor aos mais modernos.

  7. Concordo com essa atitude da Marinha. Tem de proteger o nosso Vernáculo.

    Mas, pergunto: considerando como as coisas estão indo, caso o atual Governo, até o final do mandato, baixe um decreto determinado que todo o Poder Executivo Federal passe a adotar em suas comunicações oficiais Expressões como “todes”, entre outros termos esdrúxulos do “Politicamente correto”, a Marinha do Brasil vai questionar ou apenas acatar?

    Se sim, não procedem os argumentos sobre a proibição do “ok” em eventos formais.

  8. Acertada normativa de padronização do vocabulário utilizado pelos militares em OMs da MB.
    Adquirindo formalidade, respeito, melhor conduta e Dando insentivo aos militares, quando em trabalho a bordo. para melhor comunicação, relacionamento e aceitação da linguagem tradicional brasileira.
    Bravo Zulu ao CT MG Marcio pragana patriota! 🎖️
    ADSUMUS

  9. O problema é que esses Lords nunca estiveram a frente de uma guerra real. Ou se quer trocaram tiros reais em confrontos reais. A partir do ponto em que são colocados a frente de batalha, essas frescuras ” etiquetadas ” são postas de lado. E o curto, claro e objetivo é adotado. Esperimentem colocá-los a frente de uma incursão de comunidade em GLO…” A etiqueta cai por terra “.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo