Navios de guerra do Irã no RJ foram autorizados pelo Itamaraty, diz Marinha

Imagem: IRIN

Marinha afirma que o Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) autorizou navios de guerra do Irã a atracarem no Brasil

Paulo Cappelli, Petrônio Viana
A Marinha afirma que a atracagem de dois navios de guerra do Irã no porto do Rio de Janeiro ocorre após autorização do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty). A resposta foi enviada por meio de nota depois de a coluna indagar o motivo de as embarcações atracarem em águas brasileiras. No comunicado, a Marinha deixa claro que a iniciativa não partiu dela.

Neste domingo, veículos de imprensa publicaram que a Marinha teria ignorado pedido dos Estados Unidos para que os navios de guerra não atracassem no Brasil. Fontes militares, contudo, afirmam que a Marinha Brasileira apenas teria meramente cumprido o protocolo após a autorização do Itamaraty. Diz a nota oficial da Marinha:

“O processo de concessão de autorização de navios estrangeiros de Estado para trânsito em Águas Jurisdicionais Brasileiras e visita a portos nacionais é iniciado com uma solicitação da Embaixada estrangeira, do país que o navio pertence, ao Ministério das Relações Exteriores (MRE), onde constam alguns dados operacionais e o período desejado no porto.

Apenas após a autorização do MRE e considerando as possibilidades logísticas para a visita, a Marinha Brasileira emite um documento oficial que é publicado no Diário Oficial da União, que, em suma, concede a autorização solicitada”.

Já o Ministério das Relações Exteriores, comandado pelo chanceler Mauro Vieira, nega que tenha havido mal-estar com os Estados Unidos. Segundo fontes do Itamaraty, a relação entre Brasil e Irã é histórica, vem desde 1903, e os EUA respeitam a soberania brasileira. O MRE ainda não forneceu mais detalhes sobre a passagem dos navios em águas brasileiras.

METRÓPOLES/montedo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo