Alckmin dispensa 70% dos militares que trabalhavam com Mourão

lula e alckmin

Segundo auxiliares de Alckmin, a Vice-Presidência tinha 33 militares com Mourão; plano é reduzir esse número para apenas 10 militares

Igor Gadelha
O atual vice-presidente, Geraldo Alckmin, pretende dispensar 70% dos militares que trabalhavam na estrutura da Vice-Presidência com Hamilton Mourão no governo anterior.

Segundo auxiliares de Alckmin, a Vice-Presidência tinha, no final do governo Bolsonaro, em dezembro, 33 militares. A intenção é reduzir esse número para dez militares ainda nesta semana.

A maior parte das dispensas foi publicada no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (25/1). Ao todo, foram dispensados nove militares que haviam sido contratados por Mourão.

Alckmin também começou a limar os civis do time de seu antecessor no cargo. O número total deve cair de 72 para 22 servidores, sendo de 60 para 7 no gabinete e de 12 para 5 no Palácio do Jaburu.

METRÓPOLES/montedo.com

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para o conteúdo