Escolha uma Página

À coluna, vice-presidente da República avaliou que cenários nos Estados Unidos e no Brasil são totalmente distintos

Igor Gadelha
Em meio à preocupação de lideranças do Legislativo e do Judiciário sobre uma possível ruptura democrática, o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) disse à coluna não vislumbrar qualquer risco de Jair Bolsonaro não aceitar uma eventual derrota nas eleições presidenciais deste ano.
“Não vejo risco nenhum. Aqui existe a turma da análise pré-estabelecida e que fica torcendo os fatos para que caibam no pacote que criaram: o de que teremos algo similar ao que ocorreu nos EUA (onde o então presidente Donald Trump resistiu a reconhecer a derrota para Joe Biden, em 2020). São processos totalmente distintos”, afirmou Mourão, que será candidato ao Senado pelo Rio Grande do Sul.
Nas últimas semanas, Bolsonaro vem dando declarações questionando a segurança e a legalidade das eleições no Brasil. As falas têm sido vistas como uma tentativa do presidente de construir um discurso para não aceitar uma eventual derrota para o ex-presidente Lula, líder das pesquisas até agora.
Em entrevista à coluna no início de março, Mourão, que é general da reserva, já tinha avaliado como “totalmente desproposital” a tese levantada por alguns setores da sociedade de que as Forças Armadas não aceitarão uma eventual vitória de Lula nas eleições deste ano.
METRÓPOLES/montedo.com

Skip to content