Escolha uma Página

Dois dos quatro caças finalizados pela Saab estão em preparativos para viagem de navio até Santa Catarina, onde devem chegar em abril

Ricardo Meier
Como já havia sido anunciado pela Força Aérea Brasileira, os quatro caças Gripen E fabricados na Suécia estão em processo de envio para nosso país. Dois dos F-39E foram flagrados sendo rebocados por ruas da cidade de Norköpping, onde serão embarcados num navio com destino ao porto de Itajaí, em Santa Catarina.
São os aviões de matrículas 4101 e 4102, lembrando que a Saab já enviou ao Brasil o F-39E 4100, que é usado em testes em Gavião Peixoto, nas instalações da Embraer, e local para onde os dois novos jatos supersônicos também serão destinados.
A chegada dos caças por via marítima deverá ocorrer em abril e seguir o mesmo procedimento do primeiro Gripen, ou seja, um reboque semelhante para o Aeroporto de Navegantes, onde eles serão preparados para decolar rumo ao interior de São Paulo.

O Comandante da Aeronáutica, o presidente da Saab e o comandante da Força Aérea Sueca em frente aos caças (Saab)

Os quatro primeiros F-39E Gripen da FAB foram entregues numa cerimônia simbólica na sede da Saab em novembro de 2021 e que contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro Baptista Junior – na ocasião a fabricante também entregou aeronaves para a Força Aérea da Suécia.
Ao toda, a Força Aérea Brasileira receberá 36 caças, oito deles da versão F-39F, de dois assentos e que está sendo desenvolvida em parceria com o Brasil. Parte da produção é feita em território nacional, incluindo uma unidade da Saab em São Bernardo do Campo (SP).
Baptista Junior, no entanto, pretende que a Aeronáutica faça um novo pedido de caças Gripen. Segundo o Comandante da Aeronáutica, há um estudo para aquisição de um novo lote de 30 aeronaves.
AIRWAY/montedo.com

Skip to content