Escolha uma Página

O plano de Moro ao atrair o ex-porta-voz de Bolsonaro
Ex-juiz Sergio Moro se reuniu na semana passada com o general Otávio Rêgo Barros, que trabalhou para Jair Bolsonaro

Edoardo Ghirotto
A campanha do ex-juiz Sergio Moro está de olho na influência do general Otávio Rêgo Barros junto ao alto comando do Exército. Ex-porta-voz do governo Bolsonaro, ele esteve reunido com Moro na semana passada. O encontro foi tratado oficialmente como uma reunião para discutir transparência nas contas públicas.
Nos bastidores, Moro quer a ajuda de Rêgo Barros para conquistar a adesão dos militares que cercam o general Villas Bôas, ex-comandante do Exército que se aproximou de Bolsonaro. Acredita-se que Villas Bôas irá se manter leal ao presidente, mas conquistar apoio dos generais seria uma vitória para Moro na construção da terceira via.
Rêgo Barros é uma figura importante para essa missão porque foi o braço direito de Villas Bôas na comunicação do Exército entre 2014 e 2018.
Aos poucos a caserna vai ganhando espaço na pré-candidatura de Moro. Santos Cruz, outro general que foi ministro de Bolsonaro, é um dos conselheiros mais próximos do ex-juiz e estuda a melhor candidatura para ajudar Moro.
O ex-juiz conta também com o apoio dos generais Paulo Chagas e Maynard de Santa Rosa, ambos bolsonaristas arrependidos.
Guilherme Amado(METRÓPOLES)/montedo.com

Skip to content