Escolha uma Página

Paulo Chagas*
Caros amigos
Ninguém sabe como vai terminar o processo político/eleitoral, extremista e polarizado, que se apresenta no horizonte de Pindorama, mas, se não formos acomodados, poderemos ter três opções, uma ruim, outra péssima e uma terceira, fruto dos ensinamentos que conseguimos tirar das experiências péssimas e ruins que tivemos nos últimos 15 anos.
Os povos, de um modo geral, aprendem com seus erros, mas os brasileiros, por terem memória curta, aprendem pouco com os seus e costumam repeti-los quase que sistematicamente.
Não é lógico ficar inerte diante de uma realidade que pode e tem que mudar. Não tem cabimento a manutenção de uma escolha que, mesmo equipada com um ministério de alto nível, mostrou-se inapetente para fazer o que prometeu e incapaz de corrigir o que denunciou como errado. Pior ainda é trazer de volta à direção do País o que de pior por lá já passou.
Os que já enxergaram esta realidade devem empenhar-se ao máximo para abrir os olhos dos acomodados, dos teimosos, dos iludidos e, principalmente, dos cegos ideológicos para que seja rompido o ciclo vicioso entre o péssimo e o ruim.
Brasil acima de tudo e de todos!
*General da reserva, ex-candidato ao governo do DF
Facebook/montedo.com

Skip to content