Escolha uma Página

Construído no Rio, Humaitá faz parte do Prosub, um acordo com a França para a construção de quatro embarcações assinado em 2008 no governo Lula

Caio Sartori, O Estado de S.Paulo
RIO – O presidente Jair Bolsonaro participou na manhã desta sexta-feira, 11, da cerimônia de batismo do submarino Humaitá, o segundo construído no âmbito do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub), que prevê quatro embarcações. O acordo foi firmado em parceria com a França em 2008, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, e as construções são tocadas no Complexo Naval de Itaguaí, na região metropolitana do Rio. Apesar de não ter sido concebido em seu governo, Bolsonaro afirmou que o País tem hoje um presidente cristão e que respeita as Forças Armadas.
“Hoje o Brasil tem um presidente cristão que respeita seus militares e deve lealdade absoluta a seu povo. O Brasil está mudando; nós venceremos”, disse o presidente em breve discurso. “Buscar fazer a coisa certa, ser patriota, defender a democracia e a liberdade e externar a verdade não são coisas fáceis, mas nós somos persistentes.” Ele não parou para responder a perguntas da imprensa.
Estiveram com o presidente, na cerimônia, os ministros Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, Fernando Azevedo e Silva, da Defesa, e Marcos Pontes, de Ciência e Tecnologia, além de autoridades da Marinha e do governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, que sentou ao lado de Bolsonaro. Foi no mesmo Complexo Naval, no ano passado, que o presidente começou a afrontar de modo mais aberto o governador afastado Wilson Witzel. Castro é próximo ao clã presidencial e tem feito questão de destacar o elo entre o Guanabara e o Planalto. Leia mais.
ESTADÃO/montedo.com

Skip to content