Escolha uma Página

Morre cadete da Aman vítima de grave acidente de carro na Dutra, em Paracambi
Felipe Ferreira Alves de Oliveira tinha 21 anos e estava internado no Hospital da Unimed, em Volta Redonda. Colega dele também ficou ferido no acidente, que aconteceu há uma semana

G1 Sul do Rio e Costa Verde
Morreu na manhã deste domingo (9) um dos cadetes da Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) envolvidos em um grave acidente de carro, ocorrido há uma semana na Via Dutra, em Paracambi, RJ. Felipe Ferreira Alves de Oliveira tinha 21 anos e estava internado no Hospital da Unimed, em Volta Redonda.
O acidente aconteceu no último domingo, dia 2. Felipe era o motorista do carro e na carona estava Bruno Gomes de Oliveira, de 22 anos, também cadete da Aman. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo caiu de uma ponte no km 219, na pista sentido São Paulo.
Os cadetes voltavam de férias para retornar às aulas na segunda-feira passada na Academia Militar das Agulhas Negras, que fica em Resende. A pista estava molhada no momento do acidente. O motorista perdeu o controle da direção, arrancou o guarda-corpo da rodovia e caiu de uma altura de aproximadamente sete metros. A carcaça do carro precisou ser serrada durante o resgate para facilitar a retirada das vítimas.
Ainda segundo a PRF, Felipe sofreu traumas no crânio, no tórax e foi levado em estado grave para o Hospital São João Batista, em Volta Redonda, onde passou por um procedimento cirúrgico. Depois, foi transferido para o Hospital da Unimed, onde estava internado até então.
Já Bruno foi socorrido em estado grave e inicialmente levado para o Hospital da Posse, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Em seguida, foi transferido para o Hospital Geral do Exército, em Deodoro, no Rio de Janeiro. Na manhã de segunda-feira (10) ele já havia recebido alta.
Em nota, a Aman lamentou a morte de Felipe Ferreira e informou que “se une em solidariedade aos familiares e amigos do cadete”.
O sepultamento será feito na tarde desta segunda-feira em Araruama, na Região dos Lagos.
G1/montedo.com

Skip to content