Bolsonaro e o general Heleno (Twitter)

TIRO CERTO
Gen Ex Augusto Heleno Ribeiro Pereira

Não dá para entender que companheiros nossos, sejam eles moderados, indecisos, centristas ou qualquer outro adjetivo, ainda não tenham compreendido que SÓ TEMOS UMA OPÇÃO. Principalmente agora, quando se definiram as coalizões, estão na mesa quatro candidaturas com alguma chance: Bolsonaro, Alckmin, Ciro e Marina.

Alckmin é declaradamente contra nós (já declarou que Bolsonaro como parlamentar só cuidou dos interesses dos militares). Seu objetivo é nos incluir, imediatamente, na vala comum da Previdência. Cita como exemplo a PMSP, como se o PSDB, que governa o Estado há décadas, não tivesse responsabilidade sobre o escândalo dos salários dos coronéis da Força Publica. Alckmin reuniu, no Centrão, o que há de pior na política nacional. Seu maior objetivo, já que está indiciado em vários processos, será providenciar a anistia dos processados e o fim da lava jato.

Ciro já demonstrou seu destempero e a clara intenção de indultar Lula e caterva. Além disso, seu autoritarismo e prepotência nos permite prever interferência pesada nas instituições militares, sobretudo nas promoções. Esse é um sonho antigo da esquerdalha que ele representa. Fácil imaginar que um possível apoio do PT, arrependido por não ter aparelhado as FA, incluirá esse acordo.

Marina, a meu ver, não tem a menor condição de presidir um país de 200 milhões de habitantes e 8 milhões de km2.

Jair Bolsonaro é a única chance de mudar o país. Votar em qualquer um dos outros é ter a certeza do erro. É preservar a impunidade; o toma lá, dá cá; a corrupção, o caixa dois. Pelo menos, votando no Bolsonaro, vamos conceder, a nós mesmos, a possibilidade de acertar.

CLUBE MILITAR/montedo.com

Skip to content