Escolha uma Página
Na ONU, presidente da Câmara ainda debateu situação da Venezuela com secretário-geral
Soldados brasileiros da Minustah (Missão das Nações Unidas para a estabilização no Haiti) em Porto Príncipe. – Daniel Marenco / Agência O Globo
HENRIQUE GOMES BATISTA
ENVIADO ESPECIAL
NOVA YORK — O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, afirmou na tarde desta segunda-feira na sede da ONU, em Nova York, que o Congresso deve aprovar rapidamente o envio de tropas para a missão de paz na República Centro-Africana, nos moldes do que ocorreu na missão do Haiti. Maia se encontrou com o secretário-geral da entidade, António Guterres.
— Eu disse a ele (Guterres) que vou trabalhar junto ao presidente Michel Temer para que ele possa encaminhar logo a autorização (para a participação das Forças Armadas), para que o Congresso possa aprovar a decisão o mais rápido possível — disse ele.
O presidente da Câmara ainda disse que debateu a situação da Venezuela, lembrando que o país pode ajudar no que for possível, mas que muitas pessoas do país vizinho estão chegando em áreas carentes do Brasil, como Roraima.
— Há uma preocupação grande do governo de Roraima, estamos fazendo o possível, o ideal é que esta ajuda ocorresse no lado Venezuelano, mas o governo do país não aceita — disse Maia, que afirmou que não foi tratado nenhuma ajuda direta da ONU no Brasil neste caso, mas que isso seria bem-vindo.
O Globo/montedo.com
Skip to content