Escolha uma Página
Eles foram levados para o HGP e Oswaldo Cruz, em Palmas.
Alguns deles tiveram convulsões; um foi internado na UTI.
Do G1 TO
Palmas (TO) – Cinco militares do Exército no Tocantins foram internados após passarem mal na capital, na tarde desta segunda-feira (25). Eles foram levados para o Hospital Geral de Palmas e Oswaldo Cruz. As informações são do 22º Batalhão de Infantaria do Exército.
Segundo o Exército, eles passaram mal quando estavam a caminho da área onde desenvolvem atividades práticas, a cerca de 700 metros do batalhão. O primeiro militar teria tido uma convulsão por volta das 13h30. Os outros apresentaram sintomas de mal estar ao longo do dia.
Conforme o Exército, dois deles foram levados para o HGP. Um foi conduzido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e deve ser transferido para o Instituto Ortopédico de Palmas (IOP), que também atende outras especialidades. Já o outro, deve receber alta e voltar para batalhão.
De acordo com o Exército, outros três militares foram levados o Hospital Oswaldo Cruz. Eles também teriam tido convulsões, depois de já estarem internados.
O Exército informou ainda que aguarda o resultado dos exames, já que alguns foram enviados para análise fora do estado.
Segundo a corporação, os militares que passaram mal pertencem ao chamado efetivo variável e entraram para o Exército em março desse ano.
Ainda conforme a corporação, a atividade que seria realizada na área prática foi suspensa e os militares que participariam vão ficar no batalhão para que sejam investigadas as causas do ocorrido.
Atividade
Na manhã dessa segunda-feira, os militares realizaram uma caminhada de 12 km, durante três horas e depois foram almoçar. Em seguida , se dirigiram para área onde seriam realizadas as atividades práticas, quando o primeiro oficial passou mal. O exército não informou que tipo de atividades seriam executadas.
O G1 procurou a direção do Oswaldo Curz, mas o hospital não quis se pronunciar. Também procurada, a Secretaria do Estado Saúde (Sesau) disse que dois militares deram entrada no HGP com suspeita de intoxicação.
“Os dois militares continuam internados, um com quadro grave na sala vermelha do HGP e o outro na enfermaria com quadro estável, aguardando resultados de exames.”
G1/montedo.com

Skip to content