Escolha uma Página

Homem que ‘só quer paz’ vai lanchar em tanque de guerra no Centro Cívico; assista ao vídeo

Marina Sequinel e Juliano Cunha
Uma cena inusitada chamou a atenção de dezenas de pessoas no Centro Cívico, em Curitiba, na tarde desta quinta-feira (17). Ao passarem pela Rua Cândido de Abreu, os pedestres viram um tanque de guerra estacionado em frente a uma lanchonete, com o pisca-alerta ligado. Segundo a prefeitura, a ação faz parte de uma campanha de marketing, autorizada pela administração.
Não há informações, no entanto, do que o projeto se trata e se a atitude do homem flagrado na tarde de hoje já fazia parte da proposta. “Eu saí para o meu horário de almoço e vi um tanque na rua. Ele parou na frente de uma escola e duas meninas de mochila desceram do veículo. Ele voltou a circular e eu o segui, para tentar entender o que estava acontecendo”, contou o publicitário Marcel Bely, que filmou a cena, em entrevista à Banda B.
Em seguida, o tanque estacionou em frente a lanchonete, com o pisca-alerta ligado, e o motorista entrou no estabelecimento para tomar um café. “Nós perguntamos o que era aquilo e ele respondeu ‘estou em paz’. Eu achei muito bizarro, completamente louco. Do jeito que o país está, até fiquei com medo que fosse alguém pedindo intervenção militar”, completou o publicitário.
A movimentação no estabelecimento surpreendeu a comerciante da lanchonete, Irene Lima, que estava no local quando o motorista do tanque entrou. “Ele pediu um pão de queijo e, quando começaram a questioná-lo, o homem disse que não estava incomodando ninguém e que precisava de segurança. Eu não vejo necessidade de andar de tanque em Curitiba, mas vai saber”, disse ela à reportagem.
Assista abaixo ao vídeo gravado pelo publicitário:
Banda B/montedo.com
Skip to content