Escolha uma Página
O sargento da Aeronáutica Pablo Filho também estava no carro
O sargento da Aeronáutica Pablo Filho também estava
no carro Foto: Reprodução / Facebook
Força de Pacificação fuzila carro com cinco jovens na Maré; um corre risco de morte

Luã Marinatto
Depois de assistirem juntos ao jogo Flamengo x Cabofriense, na noite de quarta-feira, Vitor Santiago Borges, de 29 anos, e outros quatro amigos foram comemorar a vitória rubro-negra num bar em Bonsucesso. Por volta das 3h, o grupo voltou de carro para o Complexo da Maré, onde mora. Na entrada da favela Salsa e Merengue, porém, foram surpreendidos por militares da Força de Pacificação, que abriram fogo contra o automóvel.
Vitor foi atingido no braço e na barriga. Até a noite desta quinta-feira, ele continuava em estado grave no Hospital estadual Getúlio Vargas, após passar por cirurgia. Um segundo passageiro foi atingido de raspão no braço. O veículo levava ainda um sargento da Aeronáutica que serve no Amazonas e passava férias na Maré.
— Eles chegaram a dizer que os rapazes atiraram primeiro. Depois, quando viram que tinha um militar no meio, mudaram a versão. Vamos atrás de Justiça — disse o repositor Luciano Borges, de 26 anos, irmão de Vitor.
Em nota, a Força de Pacificação afirmou que havia uma troca de tiros com traficantes no momento em que os jovens passaram “em alta velocidade”, e os militares atiraram porque o carro desobedeceu à orientação de parar. “Visando a cessar a atitude suspeita que ameaçava a integridade física de dois militares da tropa que estavam na trajetória do veículo, foram realizados quatro disparos de armamento letal”, alegou o texto.
A família nega que as vítimas tenham desrespeitado qualquer ordem, bem como o confronto com criminosos. Até o fim da noite desta quinta, o caso estava sendo registrado, na presença de quatro dos jovens, na Delegacia Judiciária Militar, no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva, na Avenida Brasil, perto da Maré.
Veja, abaixo, a íntegra da nota enviada pela Força de Pacificação da Maré:

“A Força de Pacificação da Maré informa que, no dia 12 de fevereiro, por volta das 03:00 horas, durante patrulhamento na região de Salsa e Merengue, houve troca de tiros entre criminosos e tropas do Exército. Durante o incidente, um veículo em alta velocidade entrou na área conflagrada e recebeu orientação de parar. O veículo não interrompeu seu deslocamento e foram efetuados disparos de armamento menos letal na direção deste, na tentativa de que o condutor interrompesse a atitude do suspeito. Em acordo com as regras de engajamento, observando os princípios da proporcionalidade e progressividade das ações e visando cessar a atitude suspeita que ameaçava a integridade física de dois militares da tropa que estavam na trajetória do veículo, foram realizados 4 (quatro) disparos de armamento letal.
Após os disparos, o veículo parou e a tropa imediatamente prestou socorros aos passageiros e encaminhou os feridos à UPA da Vila do João.
A Força de Pacificação informa que já iniciou procedimento administrativo para apurar o ocorrido e que seus integrantes são militares treinados para Garantir a Lei e a Ordem (GLO), estando preparados para esse tipo de situação”.

EXTRA/montedo.com
Skip to content