Escolha uma Página
General Gleuber
General Albuquerque
Leitores do blog alertam para duas ausências entre os quatro estrelas que assinaram o manifesto contra a Comissão da Verdade, nesta sexta-feira (26). São justamente os dois últimos comandantes do Exército, generais Gleuber Vieira e Francisco de Albuquerque.
O general Gleuber foi o último ministro (interino) do Exército e o primeiro comandante da Força, quando da criação do Ministério da Defesa, durante a gestão FHC. Estava no cargo em dezembro de 2000, quando foi editada a primeira versão da “MP do Mal”. Tal qual os comandantes das outras Forças, não tugiu nem mugiu enquanto seus comandados viam sumir diversas vantagens da carreira por um simples canetaço.

Leia também:
Generais de quatro estrelas da reserva lançam manifesto contra Comissão da Verdade.Dilma e os generais: “Quem não quiser pedir (desculpas), que não peça!”

O general Albuquerque comandou o Exército durante o primeiro mandato de Lula. Em episódio ocorrido em 2004, quando fotos foram publicadas como sendo de Vladimir Herzog (na verdade, eram de um padre canadense), emitiu uma nota justificando os atos do regime militar e, por ordem de Lula, voltou atrás para não ser demitido. A nova nota teve teor bem mais conciliador  e a responsabilidade pela anterior sobrou para o CComSEx. Após passar o cargo ao general Enzo, foi nomeado para o Conselho de Administração da Petrobrás, onde permanece até hoje.
Skip to content