Escolha uma Página
Decisão se refere a uma ação movida por um militar do Exército
Decisão se refere a uma ação movida por um militar do Exército
Foto: Eduardo Naddar / Eduardo Naddar
Djalma Oliveira
A Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais Federais (TNU) reafirmou, na última quarta-feira, o entendimento de que os militares inativos e pensionistas devem contribuir para os seus regimes de previdência com base no valor integral dos seus vencimentos. A sentença foi dada no julgamento de uma ação movida por um militar do Exército que havia ganho, em instâncias anteriores, o direito de contribuir apenas sobre o excedente do teto da Previdência Social.
EXTRA/montedo.com

Leia também:

Militares inativos das Forças Armadas podem ganhar até R$ 17 mil na Justiça
Justiça manda descontar pensão militar apenas no valor que exceder o teto da Previdência 

A quebra da integralidade e da paridade: da ingenuidade à perfídia

Skip to content