Escolha uma Página
Raul Marinho
Saiu ontem, no portal da Câmara dos Deputados, a nota de que o “governo quer desmilitarizar controle da aviação civil“, onde se lê que:
(…) o governo tem uma política para o setor [da aviação], e que seus principais eixos são a desmilitarização do controle da aviação civil e a participação da iniciativa privada no investimento em aeroportos.
Não ficou claro no texto da nota se a “desmilitarização do controle da aviação civil” significa a criação de um órgão civil para o controle de tráfego aéreo, em substituição ao que atualmente faz o Departamento de Controle do Espaço Aéreo, organismo da Aeronáutica. Se for, estamos fritos! Porque, apesar de o DECEA não ser exatamente uma ilha de eficiência, é certo que a transferência de suas atribuições para a área civil seria certamente desastrosa – dada a incompetência que o governo vem demonstrando na gestão do sistema de aviação civil brasileiro em todas as suas frentes: regulação, fiscalização, infraestrutura aeroportuária, formação aeronáutica, etc. Sobram o controle de tráfego aéreo e a investigação e prevenção de acidentes que ainda apresentam um mínimo de qualidade – “por coincidência”, ambos em mãos da FAB. Será que daqui a alguns anos veremos o “volta DECEA” pipocando nas redes sociais?
PARA SER PILOTO/montedo.com
Skip to content