Escolha uma Página

Atualização: 23h

24/11/13
Sargento do Exército é detido após atirar em participantes da Parada Gay de Nova Iguaçu

Wilson Mendes
Um sargento da brigada de paraquedistas do Exército realizou diversos disparos e feriu dois homens que participavam da 10ª Parada Gay de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, realizada na tarde deste domingo. As vítimas sofreram ferimentos nas pernas e foram encaminhadas ao Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), na Posse.
De acordo com policiais do 20º BPM (Mesquita), o sargento trabalhava como ambulante na Parada Gay, vendendo um produto identificado como “chup-chup”.
– Em dado momento, o sargento se desentendeu com dois homens sobre a venda de “chup-chup” e sacou a arma, fazendo disparos para o alto. Ele disse que, como a dupla partiu pra cima dele mesmo assim, acabou atirando nas pernas de ambos para se defender – relatou um policial do 20º BPM, que preferiu não se identificar.
O sargento foi detido e encaminhado para a 56ª DP (Comendador Soares), onde o caso está sendo registrado.
Apesar do susto e forte chuva, a Parada Gay não foi interrompida.
– O militar fez disparos, mas foi preso e espero que por muito tempo. Essa festa acontece há dez anos e sempre foi um ambiente de paz e tolerância. Não vai ser esse incidente que acabará com a nossa luta, com a nossa festa – desabafou Eugênio Ibiapino, um dos organizadores do evento.
As vítimas, de 21 e 22 anos, passam bem e devem ficar em observação até a tarde de segunda-feira. Segundo o hospital, as balas não atingiram nervos ou ossos.
EXTRA, via A Pérola do Mamoré/montedo.com
Skip to content