Escolha uma Página
Pelo menos dois militares russos morreram e outros três ficaram feridos durante os trabalhos de limpeza de combustível para foguetes
Foguete na base de Plesetsk, a 800 quilômetros ao norte de Moscou
Foguete na base de Plesetsk, a 800 quilômetros ao norte de Moscou: acidente é consequência da violação das normas de segurança, disse fonte (Getty Images)
Moscou – Pelo menos dois militares russos morreram e outros três ficaram feridos nesta terça-feira durante os trabalhos de limpeza de combustível para foguetes na base de Plesetsk, a 800 quilômetros ao norte de Moscou.
“Dois oficiais do departamento técnico da base de Plestsk morreram e outros três soldados ficaram feridos após inalar vapores de nitrogênio”, informou um porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia. Os feridos foram hospitalizados e não correm risco de morte.
Médicos especialistas em toxicologia voaram urgentemente de São Petersburgo, para tratar os afetados.
Segundo a fonte, “o acidente é consequência da violação das normas de segurança pelos oficiais” da base situado na região de Arjanguelsk. O Ministério da Defesa criou uma comissão especial para investigar as causas do acidente.
Este incidente não afetará o calendário de lançamentos de vários aparatos espaciais, como é o caso do foguete europeu da classe Swarm, previsto para 22 de novembro.
O governo russo destituiu há um mês Vladimir Popovkin, diretor da agência espacial Roscosmos, após pouco mais de dois anos no cargo.
A indústria espacial russa, setor afetado pela fuga de cérebros e a obsolescência dos equipamentos, sofreu nos últimos anos vários erros e acidentes que coincidiram com a retirada das naves americanas.
Nestes momentos, as naves russas são praticamente o único elo para o transporte de cosmonautas e carga vital entre a Terra e a Estação Espacial Internacional.
EXAME/montedo.com
Skip to content