Escolha uma Página
Pássaro bate em avião da Base Aérea e quase provoca um desastre
O piloto voava junto com outro avião a baixa altitude, quando escutou um estrondo e sentiu o avião tremer
Pássaro bate em avião da Base Aérea e quase provoca um desastre WANDECLAYT Martins de Melo/ divulgação/Divulgação
Foto: WANDECLAYT Martins de Melo/ divulgação
Um piloto da Base Aérea de Santa Maria precisou de muita habilidade e sorte para voltar com vida após seu avião AMX ter sido atingido por uma ave. Num site de discussão na internet, ele relatou que, no dia 22 de agosto, voava junto com outro avião a baixa altitude, quando escutou um estrondo e sentiu o avião tremer – várias luzes de alarme se acenderam. Ele subiu e pediu que o piloto do outro avião tentasse enxergar o que havia acontecido. Foi quando o colega notou o estrago na estrutura do AMX.
Mas isso não foi o principal problema. É que o impacto acabou cortando cabos e danificando o sistema elétrico principal do avião, ficando sem controle do leme, flaps, computador de bordo e freios aerodinâmicos. “Só me sobrou uma bússola, um horizonte artificial, um indicador de velocidade analógico, compensadores de emergência e rádios de comunicação, sendo estes alimentados por uma bateria de emergência com duração de apenas 20min”, disse ele.
Além desses problemas, o piloto teve sérias dificuldades para pousar porque o avião não tinha gasto muito combustível e estava pesado, necessitando de maior velocidade para se manter no ar. Ele não conseguia frear como deveria e quase não conseguia manter o avião no centro da pista. Além disso, quando a aeronave chegava ao final da pista, ainda estaria a 180 km/h. Então, o piloto pediu para fosse acionada a barreira de segurança, que tem um cabo de aço no chão e uma rede de contenção que seguram o avião, que estaria com uma bomba. Graças a isso, o piloto saiu ileso, e uma tragédia foi evitada.
DIÁRIO DE SANTA MARIA, via ZH/montedo.com

Comentar0CorrigirImprimir

Skip to content