Escolha uma Página
A primeira general homossexual dos Estados Unidos
Leonor Mateus Ferreira, editado por Helena Tecedeiro
Geral Tammy Smith recebeu sua estrela de general da esposa Tracey Hepner. Crédito: Facebook.com(Examiner)
Tammy Smith tornou-se esta sexta feira a primeira mulher General homossexual. A nomeação surgiu menos de um ano depois da abolição da lei que impedia membros das forças armadas de se assumirem publicamente como homossexuais.
Casadas desde 2011, foi Tracy Hepner, a mulher de Tammy Smith, quem lhe colocou a estrela de general no uniforme. O jornal espanhol ABC afirma que a militar, de 46 anos, não quis dar demasiada importância ao acontecimento e assegurou que a nomeação é irrelevante.
“O que importa é defender os valores do exército e a responsabilidade que isto implica”, afirmou a oficial que esteve já em serviço no Afeganistão, Panamá e Costa Rica. O casal namorou durante nove anos e casou há um ano em Washington DC.
Em junho deste ano, Leon Panetta, secretário da Defesa norte-americano, tinha publicado um vídeo no Youtube em que agradeceu a todos os oficiais homossexuais que contribuíam para a defesa da nação.
Há menos de um ano foi revogada a lei conhecida como “don’t ask, don’t tell” (não pergunte, não diga) que impedia os membros das forças armas de se assumirem publicamente como homossexuais.
DN (Portugal)/montedo.com
Skip to content