Escolha uma Página
Em comemoração de 170 anos, 17º Batalhão de Fronteira incorpora 164 soldados
Diarionline/FB
Corumbá (MS) – Cento e sessenta e quatro jovens que concluíram a fase de instrução básica e receberam a boina verde, símbolo do Exército, tornaram-se os mais novos soldados do 17° Batalhão de Fronteira durante solenidade nesta sexta-feira, 18 de maio.
Michelle Mendes Gimenez, 16 anos, aguardava o momento para entregar a boina ao namorado, de quem recebeu o convite para o tão importante momento. “Encarei como uma forma de amor. Eu fico orgulhosa e feliz por ele ter me escolhido, afinal sempre o apoiei em tudo”, disse a jovem.
O momento também foi de grande emoção para Aires Antônio Melgarejo das Neves, que entregou ao filho único Cleiterson Carlos, de 20 anos, o acessório que é símbolo da vida militar, mas que, para o pai, é o símbolo de uma trajetória de superações.
“Quando tinha 07 anos de idade, a mãe ficou doente e ele perdeu praticamente a atenção dela. E desde então eu vim criando ele com a ajuda das avós, dos tios, das tias. Quando estava com 15 anos, ela faleceu. A vida militar é um dos sonhos dele, que está se realizando. Esse momento é muito importante pra gente porque tivemos muitos momentos de tristeza e agora, esse é um de alegria”, avaliou Aires ao lembrar que é apenas o começo da carreira profissional.
Mais experiente às cerimônias militares, Antônia Valdir Rodrigues de Souza, não disfarçou o orgulho de oficializar o início da vida militar do filho caçula, Jean Carlos Rodrigues de Souza, 19 anos.
“É uma emoção muito grande porque o que a gente quer para os filhos é isso aí: que siga pra frente. A coisa mais linda que eu acho da vida é a carreira militar porque o pai dele também foi militar. Eu fico tão emocionada que a gente nem sabe o que faz, mas o carinho de mãe é maior. Na quinta foi o aniversário dele e hoje ele coloca a boina”, contou ao citar que todos os três filhos agora, seguem na carreira militar.
Do grupo de soldados incorporados, três ganharam destaque pelo desempenho durante a fase de instrução básica. Foram eles: Carlos Eduardo Matas Benites, Mário Sérgio dos Santos Cavalcante e Rodrigo da Costa Salvatierra.
O comandante da 18ª Brigada de Infantaria, general-de-brigada Carlos Sardinha, destacou o mérito de todos os incorporados ao lembrar do rigor desta fase da vida militar.
O recebimento da boina é um marco de uma trajetória que teve início no ano passado quando houve o alistamento. Para ter uma ideia, em torno de um milhão e quinhentos mil jovens se alistam anualmente no Brasil. Deste número, apenas 70 mil servem, ou seja, menos de 5%. A fase de Instrução Individual Básica é a pior, mais difícil de adaptação à vida na caserna”, avaliou.
Na mesma solenidade também foram comemorados os 170 anos do 17º Batalhão de Fronteira, celebrado no dia 14 de maio.
“É uma peça de manobra importantíssima para a Brigada que possui uma área de responsabilidade bastante extensa, completa e importante e que realiza um trabalho de muita abnegação e de muito heroísmo nos dias atuais. Por possuir uma extensa faixa de fronteira com elementos destacados muito distantes aqui da sede como é o caso de Porto índio, de Bela Vista do Norte e a região do Pantanal como área de operações”, disse o comandante ao lembrar: “Além disso, em função da complexidade do ambiente operacional, tem a incumbência dada pelo Exército de formar especialistas no combate no Pantanal”, disse.
Representantes da sociedade foram escolhidos para receber o diploma de Amigo do Batalhão. A homenagem, concedida após a apresentação de um vídeo institucional, agraciou cinco pessoas: Edson de Moraes Rodrigues (gerente de Obras Públicas da Prefeitura de Corumbá); Nilton Vaz (proprietário da Agência Nieto), Julio Cesar Pereira Trajano de Souza (servidor do Incra), Danielle de Barros Ortega Galeano (gerente do posto do banco Santander no 17º BFron), Louviral Campos, o professor Campos (cerimonial da Prefeitura de Corumbá).
Em seu discurso, o prefeito de Corumbá, Ruiter Cunha de Oliveira ressaltou a empatia do povo pantaneiro com o Exército Brasileiro, instituição que, segundo ele, tem sido parceira do município em vários momentos. O mais recente, segundo o prefeito, é a ação de combate à dengue.
Trinta homens do 17º BFron participam da ação, trabalhando na eliminação dos focos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, juntamente com 50 agentes comunitários de saúde e os trabalhadores braçais liberados pela Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos.
MidiaMax/montedo.com
Skip to content