Escolha uma Página
MISSÃO NO HAITI
Militares treinam nas ruas de Boa Vista
Toda a tropa que vai atuar no Haiti já está em Boa Vista

VANESSA LIMA

O 1º Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 15º Contingente de Missão de Paz no Haiti inicia hoje o Exercício Básico de Operações de Paz (EBOP) em Boa Vista. O exercício ocorrerá até o dia 4 de julho junto à população de alguns bairros da capital, com a utilização de 845 militares brasileiros, do Paraguai e do Peru.
O EBOP juntamente com o Exercício Avançado de Operações de Paz (EAOP) que será realizado entre os dias 11 e 15 de julho está inserido na fase final do preparo da tropa denominada de adestramento. O 15º Contingente de Missão de Paz começará a embarcar para a missão de Paz no Haiti no dia 2 de agosto, em substituição aos militares do 14º Contingente que estão no país.
As atividades de instrução do EBOP serão simuladas e ocorrerão das 8h às 22h. Será feito o patrulhamento ostensivo nas ruas dos bairros com veículos de combate e a pé, a localização e socorro às vítimas, a segurança de instalações e de autoridades, escolta de comboios e outras. Hoje o exercício será concentrado nos bairros Alvorada, Caranã, Liberdade, Asa Branca e Jardim Floresta.
O treinamento dos militares incluiu exercícios para situações críticas

O EBOP culminará no dia 4 de julho com quatro Ações Cívico-Sociais (ACISO). Das 8h às 12h os militares estarão na Escola Municipal Senador Darcy Ribeiro, no bairro Jardim Equatorial e no posto de saúde do Caranã. Das 14h às 18h as atividades serão concentradas no posto de saúde do Buritis e no posto de saúde Délio Oliveira Tupinambá, no bairro Nova Cidade.
Além de atividades de lazer e recreação para crianças, as ACISOS contarão com atividades de saúde, por meio de atendimentos médicos, odontológicos, vacinação, teste do pezinho e outros serviços. Haverá ainda ações de cidadania, com palestras educativas, cortes de cabelo, orientação jurídica, higiene bucal e escovação.
O EBOP e o EAOP foram planejados, principalmente, em experiências de sucesso colhidas no Haiti e serão controlados com todas as medidas de segurança necessárias. Os militares poderão interagir dentro de um quadro, o mais semelhante possível, ao que será encontrado no país. O Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil, sediado no Rio de Janeiro, estará avaliando a execução dos exercícios em Boa Vista para autorizar o embarque da tropa à missão.
A Prefeitura Municipal de Boa Vista, por meio do apoio de diversas secretarias; a Faculdade Cathedral; o Sesi, Sesc, Senac, a Conab, a Fundação Bradesco e diversos profissionais autônomos voluntários são parceiros na realização das atividades.
A preparação da tropa foi idealizada para ocorrer ao longo de 23 semanas, divididas em três períodos: instrução preparatória, instrução individual e adestramento.
Os dois primeiros períodos foram realizados de forma descentralizada nas Organizações Militares Polos (OMP) sediadas nas guarnições de Boa Vista, Manaus (AM), Belém e Tucuruí (PA) e Goiânia (GO) e agora de forma centralizada em Boa Vista.
Em 20 de junho, o Batalhão realizou a concentração de todas as tropas das demais OMP em Boa Vista, a fim de iniciar o adestramento com base na experiência adquirida pelos contingentes que já operaram em terras haitianas.
TROPA
O 1º Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 15º Contingente (BRABATT 1/15) é composto de 845 militares, sendo 775 do Exército Brasileiro, 10 fuzileiros navais da Marinha do Brasil, 28 da infantaria da Força Aérea Brasileira, assim como 31 do Exército Paraguaio e 1 do Exército Peruano.
Do Exército Brasileiro, 308 são de Boa Vista, 228 de Manaus, 91 de Belém, 59 de Tucuruí, 29 de Brasília, 28 de Goiânia e 32 de outras cidades do Brasil.
O Comando da 1ª Brigada de Infantaria de Selva Lobo D’Almada é responsável pelo preparo e o comando do 1º Batalhão de Infantaria de Força de Paz que tem como missão manter um ambiente seguro e estável para cooperar com as Nações Unidas e o Governo do Haiti na reconstrução do país e no desenvolvimento sócio-econômico.
Skip to content