Escolha uma Página
Último veterano americano da Primeira Guerra Mundial morre aos 110 anos
Em foto de 2008, Buckles assina um capacete do Exército americano usado na Primeira Guerra Mundial
Frank Buckles, considerado o último veterano americano da Primeira Guerra Mundial, morreu aos 110 anos, segundo a imprensa dos EUA nesta segunda-feira (28).
Em depoimento ao jornal americano “The Washington Post”, a filha de Buckles disse que ele morreu neste domingo em sua fazenda em Virgínia Ocidental.
Buckles comemorou seu aniversário de 110 anos no último dia 1º de fevereiro. Ele se juntou ao Exército aos 16 anos. Natural de Missouri, Buckles estava entre os cerca de cinco milhões de americanos que, entre 1917 e 1918, participaram da Primeira Guerra Mundial.
Buckles foi motorista de ambulância durante a guerra. Em 1941, enquanto trabalhava como civil em Manila, nas Filipinas, foi capturado pelos invasores japoneses e mantido preso por 38 meses durante a Segunda Guerra Mundial.
Segundo o “The Washington Post”, com a morte de Buckles, um australiano de 109 anos e uma britânica de 110 anos são considerados os últimos sobreviventes dos 65 milhões de pessoas que serviram na guerra entre 1914 e 1918.
UOL, com informações da Reuters
Skip to content