Escolha uma Página

EUA garantem ao Brasil transferência de tecnologia de caças

O Brasil não deve duvidar da transferência de tecnologia se adquirir os caças F/A-18 Super Hornet para sua Força Aérea, disse nesta quinta-feira, nos Estados Unidos, o subsecretário de Defesa para a América Latina, Frank Mora, em audiência no Senado.
“Afirmaria que a transferência de tecnologia da magnitude que estamos oferecendo colocará o Brasil no nível de nossos aliados próximos”, destacou. Ao ser ouvido sobre se Brasília não deveria duvidar do compromisso da transferência de tecnologia, Mora respondeu: “É correto”.
O F/A-18 Super Hornet da Boeing compete com o Rafale da francesa Dassault e com o Gripen NG da sueca Saab, por um contrato estimado entre US$ 4 bilhões e US$ 7 bilhões. O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, que declarara preferência pelos aviões franceses, deixou a decisão em mãos da sucessora Dilma Rousseff.
Um dos aspectos mais importantes para o Brasil na negociação é a transferência de tecnologia. “Os Estados Unidos apresentaram uma proposta sólida dos Super Hornet (…), com transferência significativa de tecnologia”, destacou Frank Mora.
Ele explicou que a compra dos aviões estreitaria ainda mais a colaboração na defesa, depois da assinatura, em abril de 2010, de um acordo de cooperação militar entre ambos os países. O presidente Barack Obama visitará o Brasil no final de março, como parte de uma turnê que o levará, também, ao Chile e a El Salvador.
AFP

Skip to content