Escolha uma Página
O cantor britânico e ex-militar James Blunt relatou em um programa de rádio neste domingo (14) como teria evitado a 3ª Guerra Mundial ao rejeitar uma ordem do general americano Wesley Clark de remover à força os soldados russos que tomaram o aeroporto de Pristina, capital do Kosovo, em 1999.
Blunt, que dirigia o batalhão britânico que se deslocou ao aeroporto, afirmou que se tivesse atacado os russos, teria desencadeado um conflito mundial e que por isso rejeitou a ordem de um superior mesmo tendo consciência de que poderia enfrentar um julgamento militar.

Felizmente, o cantor teve o apoio imediato do general britânico Mike Jackson, que afirmou pessoalmente que não iria transformar seus soldados em responsáveis pelo início da 3ª Guerra Mundial, segundo explicou Blunt à rádio “BBC”.

“Recebi ordem direta de render pela força os aproximadamente 200 russos que estavam lá. Eram soldados do Regimento de Paraquedistas, portanto obviamente estavam preparados para lutar”, disse.
“A ordem direta veio do general Wesley Clark. Tínhamos que rendê-los pela força e foram utilizadas palavras às quais não estávamos acostumados, como ‘destruir'”, afirmou Blunt, que deixou o Exército após conquistar a fama mundial com sua canção “You’re beautiful”, em 2002.
Perguntado sobre o risco que correu de enfrentar um julgamento militar, o cantor respondeu: “Há momentos na vida que você sabe que as coisas vão bem e momentos que você sente que vão absolutamente mal”.
“Há coisas que moralmente é preciso rejeitar e esse espírito de julgamento moral é algo que os soldados britânicos levam gravado dentro deles”, concluiu Blunt. EFE/YAHOO
Skip to content