Escolha uma Página
A Colômbia abriu hoje (19) sete novos batalhões distribuídos em todo o país, dos quais dois localizam-se na região fronteiriça com a Venezuela e outros quatro em bases que serão utilizadas por forças norte-americanas.
    Próximo à fronteira com a Venezuela, que tem mais de 2.000 quilômetros e é a mais extensa da Colômbia, estão localizados os batalhões em Guajira (norte do país) e Arauca (centro-oeste).
    Os outros localizam-se em Guaviare (sudeste), Larandia (sul) e Tolemaida (centro), regiões que incluem as sete bases militares às quais os Estados Unidos terão acesso por meio do convênio bilateral firmado recentemente.
    Seis dos batalhões serão aéreos, com cerca de 120 helicópteros e aeronaves, e um se destinará a operações especiais, e de acordo com o Exército colombiano, esta será uma das “maiores e melhores forças da América Latina”.
    “Recebemos equipamentos estratégicos e aeronaves para a defesa e a segurança da pátria, com as quais estamos melhorando a capacidade de reação”, disse o comandante do Exército Nacional, o general Óscar González Peña, na base de Tolemaida.
    Em um comunicado, o Exército informou também que será a primeira vez que as forças do país “terão presença permanente em várias regiões, para otimizar os recursos econômicos e logísticos na realização de operações contra grupos terroristas, ampliando as linhas de comunicação e conduzindo melhor as operações áreas e de abastecimento das tropas na área de combate”. (ANSA)
Skip to content