Escolha uma Página
A Operação Laçador- simulação de guerra realizada no Rio Grande do Sul (RS)- chega ao fim nesta sexta-feira (27/11) com a constatação de que houve um avanço consistente na complexidade dos exercícios, comparado aos primeiros coordenados pelo Ministério da Defesa. Esta é a sexta operação combinada realizada na Região Sul e a 28ª executada no Brasil.
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, visitou a operação na última terça-feira (24/11), e constatou os avanços registrados. “A complexidade do exercício cria a simplicidade das operações reais”, comentou Jobim. Quanto mais difíceis forem as tarefas nas operações simuladas, mais fácil será a execução em uma operação real, argumentou.
A Operação Laçador envolveu ações combinadas de cerca de 10 mil homens da Marinha, do Exército e da Força Aérea, sob coordenação do Estado-Maior de Defesa, do Ministério da Defesa. O Exercício simula um conflito gerado pela disputa de fontes energéticas entre dois países fictícios, o Verde e o Amarelo. Para efeito do exercício, o território dos dois países foi traçado no estado do Rio Grande do Sul, com a fronteira localizada na região central do estado.
A defesa de infra-estruturas de energia tem sido uma constante das operações combinadas nos últimos anos. As jazidas petrolíferas no litoral do Sudeste foram objeto de disputa nas operações Atlântico (setembro de 2008), e Albacora (setembro de 2007); a retomada da hidrelétrica de Balbina foi o mote da Operação Poraquê (agosto de 2008) e as reservas de gás da Petrobrás em Urucu (AM) foram objeto de outro exercício (agosto de 2007).Leia mais.
MINISTÉRIO DA DEFESA

(Mais informações no site da Operação : http://www.lacador.eb.mil.br/ )

Ministério da Defesa

Assessoria de Comunicação Social

Skip to content