Escolha uma Página
Conciliava a tropa com a carreira futebolística no Sergipe, no Nordeste brasileiro, onde se tornou profissional ainda com 17 anos, depois de aí teer feito sua formação.
“Ser militar influencia a nossa vida. Viver num quartel onde se tem de respeitar o superior e ser responsável. Sou a pessoa que sou devido ao quartel.”
Skip to content